Desde o último dia 7 de fevereiro São Paulo recebe, pela primeira vez, os gigantescos painéis do pintor Cândido Portinari. “Guerra” e “Paz” vieram ao Brasil para passar por uma restauração completa – há 54 anos os painéis fazem parte da Sede da ONU em Nova York.

Pintados por Portinari entre os anos de 1952 e 1956, a obra foi solicitada pelo governo brasileiro e doada à ONU posteriormente. Atualmente, poucas pessoas da ONU possuem acesso para visitar as obras e graças a uma reforma promovida pela ONU no hall onde os painéis ficavam expostos, foi possível que o filho de Cândido Portinari, João Cândido Portinari, conseguisse a guarda os painéis enquanto o hall estivesse em obras. Em contrapartida, após este período, os painéis devem voltar à sede da ONU restaurados.

João conseguiu através de financiamento do BNDES e do Governo Federal meios para efetuar a restauração e fazer um roteiro mundial de exposições dos painéis – em dezembro deverá ser exposta em Oslo, em comemoração à entrega do Prêmio Nobel da Paz.

Fomos visitar a exposição que ocupa 3 espaços do Memorial da América Latina: Salão dos Atos (onde estão expostos os painéis), a Biblioteca e a Galeria.

Na Galeria estão expostas mais de 100 fotos, documentos e rascunhos relacionados aos dois painéis. É fantástico acompanhar a evolução das cenas retratadas por Portinari nos painéis. Em cartas, é possível observar toda a burocracia enfrentada por Portinari para produzir a obra – que no fim das contas, ele nunca pode ver como ficaram instalados na sede da ONU, já que o governo norte americano o proibiu de pisar no solo dos Estados Unidos por ele ser comunista.

Na biblioteca está localizada a lojinha com produtos do relacionados ao pintor além de uma sala especial, que conta a história do pintor e apresenta diversas de suas outras obras.

No imponente Salão dos Atos estão localizados os painéis “Guerra” e “Paz”. Cada painel possui 120 metros quadrados, formados por 12 painéis menores (de 2,2 metros de altura por 5 metros de largura cada).

Expostos um de frente para o outro, parecem se enfrentarem. Ao centro está um enorme telão que apresenta aos visitantes a evolução de diversas cenas apresentados nele, fazendo-se uso dos rascunhos do autor, enquanto um enorme facho de luz mostra em que local a cena está localizada nos painéis.

Esta apresentação ocorre em horários pré-determinados, entre em contato com o Memorial para saber o horário em que irá ocorrer a apresentação, pois vale muito a pena. O telefone para contato é 11 3823.4671.

É permitido fotografar no Salão dos Atos e na Biblioteca, desde que sem flash. Na galeria (onde estão expostos documentos e rascunhos de propriedade de diversas pessoas) não é permitido nem falar ao telefone – ou seja, você pode fotografar a obra completa do autor mas não pode fotografar os rascunhos.

Ficou interessado em ver? Aproveite e vá logo, pois você tem até dia 21 de abril 20 de maio (prorrogado) e depois disso, sabe-se lá quando você terá outra oportunidade igual – Entrada gratuita, de terça a domingo, das 9h às 18h.

Como chegar?

O memorial está localizado bem ao lado do terminal do Barra Funda (linhas 2 – vermelha do Metrô, linhas 7 – rubi e 8 – diamante da CPTM).

Galeria de Fotos

4 Responses to Cândido Portinari no Memorial da América Latina

  1. Essa exposição é linda, adorei! Pena que a lojinha seja tão pobre… =)

  2. Júlia Calixto says:

    Eu já fui para o Museu da América Latina é um lugar muito bom de se ver Obra…

    Eu fui com a minha ESCOLA o nome da escola é Otilio de Oliveira

  3. felipe says:

    gostei muito e nao tem nada de pobre e muita elegançia parabens pela esposiçao e pelo salao parabens

  4. felipe says:

    gostei da exposiçao queria parabenizar todos esses artista do brazil por fazer esse pais uma coisa maravilhosa

    queria mandar um abraço para todos os artista e para os meu amigos ellen,devan e a professora:cidinhas essa e uma grande professora de artes parabens te adoro muito cindinha

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>